27 comentários:
De antonio a 21 de Setembro de 2008 às 21:15
As viagens ao futuro sempre foram assim: no silêncio e no escuro. Partimos para o futuro com uma nostalgia de órfãos do passado!
De alf a 22 de Setembro de 2008 às 17:42
A sua veia poética transcende-se continuamente! Neste caso, começamos no escuro para melhor percebermos a Luz...

Comentar post