De Curioso a 6 de Junho de 2008 às 21:32
:-)
Caro Alf...

Já tinha pensado em quase tudo o que está aqui escrito mas o último parágrafo deixou-me de boca aberta...(por isso é que passo por aqui todos os dias)...Adiante...
Por exemplo... como é que uma lei (ou princípio) como o da conservação da energia pode ter implícito o desvanecimento?... Dá que pensar... até porque estava a pensar que não se aplicava a este modelo de universo...
Os seus posts estão cada vez mais interessantes... não pare agora...

Curioso..
De alf a 6 de Junho de 2008 às 23:18
Curioso

O amigo Curioso é um «aluno» muito adiantado, por isso o meu «passo» parecer-lhe-á lento... mas como o meu auditório tem formação variada, é importante não deixar «pontas soltas».

O Princípio da Conservação da Energia é uma consequencia das leis físicas; dele não se deduz o Desvanecimento.

Como digo, a única coisa que determinamos com as nossas medidas são as constantes fundamentais; todo o nosso conhecimento se resume às relações entre as grandezas fundamentais, M, Q, L e T (massa, carga, comprimento e tempo) e são essas relações que definem as constantes fundamentais.

Note que as grandezas Massa e Carga são inventadas por nós, não serão a única maneira de caracterizar as propriedades da matéria; são o resultado de um processo histórico de descoberta - primeiro caracterizamos as propriedades da matéria neutra com o conceito de massa, depois, qd descobrimos as partículas, usamos este mesmo conceito e acrescentamos-lhe o de carga eléctrica.

As constantes fundamentais relacionam estas grandezas com o espaço e o tempo - G relaciona a massa e a constante dieléctrica a carga.

Porque é a matéria que varia e não o espaço, a velocidade da Luz não tem relação com o Desvanecimento - é a constante que relaciona L com T.

As leis fundamentais são as que determinam as constantes fundamentais. Tudo o resto é consequência delas.

(não estou a falar das regras que descrevem a estrutura atómica e consequências desta estrutura)

Um abraço

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres