De curioso a 25 de Junho de 2009 às 02:13
Boas...

Está na hora de organizar os nossos conhecimentos sobre as galáxias e também de especular um pouco...

1º A matéria dos braços espiral move-se aproximadamente com a mesma velocidade, ou seja, a sua velocidade não depende da distância ao centro da galáxia.
Como justificar isto sem recurso a um campo gravítico externo?
Talvez a resposta a esta questão esteja no facto da matéria da galáxia não estar em equilíbrio, ou seja, a força gravítica não é suficiente para estabelecer esse equilíbrio e neste momento estejamos a afastar-nos do centro da galáxia numa trajectória espiralada. Isto podería-nos levar com o tempo a galáxias com espirais cada vez maiores...
Mas agora temos outro problema ... como se juntou aquela matéria toda sem haver equilíbrio gravítico e também a mover-se com a mesma velocidade e aparentemente (também) em sentidos opostos... parece mais ou menos claro que isto teve de ocorrer na zona de intersecção de duas bolhas... mas como?

Quando duas bolhas do mesmo tamanho se intersectam, na zona de intersecção vai haver grumos de matéria a deslocar-se em sentidos opostos.
Não sei qual o seu tamanho relativo mas ...
Podemos imaginar vários cenários... podemos vê-los a passar uns pelos outros sem interagirem; podemos imaginá-los a colidir em cheio; podemos imaginá-los a colidir parcialmente; até podemos imaginar três ou mais a colidirem simultaneamente...


Analisemos cada cenário isoladamente:

Continua...

Abraço .
Curioso.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres