De anonimodenome a 16 de Junho de 2009 às 17:38
Como as prendas na ŕavore de natal. Estão lá mas só amanhã é que desembrulhas.
Como as galáxias já são muito antigas espero que seja resultante da Evanescência.

quase nem parece efeitos gravíticos nestas imagens:
http://en.wikipedia.org/wiki/File:236084main_MilkyWay-full-annotated.jpg
http://en.wikipedia.org/wiki/File:Milky_Way_Arms.svg

parece um movimento viscoso. No passado a parte central seria maior e a matéria vai abandonando a parte central a partir dos dois topos do 'bar' (barra?) e conserva a memória da velocidade inicial.
No futuro a parte central irá ficar mais pequena e desenhará os braços pelo interior dos que agora existem.

Já estou à espera do próximo post.

aqui as constantes de Oort que descrevem o movimento do Sol:
http://en.wikipedia.org/wiki/Oort_Constants
http://astroprofspage.com/archives/75

De alf a 18 de Junho de 2009 às 11:59
anonimodenome

As imagens da nossa própria galáxia são apenas tentativas ainda muito inseguras; mas certamente que é espiral, podendo no entanto os seus braços não serem bem como se pensa actualmente.

A tua descrição do processo de formação dos braços é muito sugestiva. Não é assim que eu os explico mas, nesta questão da formação das galáxias, eu não tenho certezas, apenas umas pecinhas do puzzle que podem encaixar de uma maneira ou doutra. Com o tempo, mais pecinhas se encontrarão e o cenário ficará completo, mas agora ainda não está.


A ideia de que as galáxias são muito antigas é uma ideia do Big Bang, pois a idade das estrelas da nossa galáxia é quase igual à idade do Universo no Big Bang. Isso até é verdade numa escala de tempo atómico, isto é, numa unidade de tempo que diminui com o desvanecimento da matéria; mas não é verdade se usarmos uma unidade de tempo invariante, onde a Matéria surge muito mais antiga do que as galáxias.

Se medires a idade das galáxias pelo número de rotações, já tens uma percepção muito diferente - por exemplo, o Sol leva 200 milhões de anos a dar uma volta à galáxia, o que significaria que deu umas 25 voltas desde que existe; e que este ponto da galáxia deu menos de 70 voltas desde que a Galáxia existe.

São tão poucas voltas que a habitual comparação com órbitas planetárias e a ideia de que o movimento da matéria na galáxia deveria obedecer às leis que regem o equilíbrio orbital são descabidas. A curva «teórica» da variação da velocidade das galáxias é logo um primeiro disparate, porque não se pode pensar que a matéria numa galáxia se encontra em equilíbrio orbital.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres