De Curioso a 10 de Novembro de 2008 às 01:44
Boas...

Estamos definitivamente num universo estranho que parece ser eterno e na realidade não passa dos 20 mil milhões de anos...

Parece-me então que a teoria da inflação só surgiu para explicar as actuais dimensões do universo (pelo menos as observadas pelo WMAP... e tambem para explicar a uniformidade da CBR...
No desvanecimento esta idéia (inflação) não será necessária pois houve todo aquele tempo que esteve escondido quandos os fenómenos no universo eram incrivelmente lentos, ou seja, quando o tempo atómico era muitissimo mais lento que agora...
Assim que se formaram os primeiro átomos e se libertou a radiação que actualmente é conhecida por CBR, esta começou a espalhar-se pelo universo à velocidade da luz... que naquela altura (apesar de ter o mesmo valor que o actual) percorria uma distância muito maior durante a unidade de tempo pois a unidade de comprimento era muito maior que actualmente assim como a unidade de tempo (visto da referência) pois as partículas eram muito maiores e os fenómenos mais lentos...
Portanto, durante aqueles primeiros segundos de tempo atómico (muitos anos no tempo de referência) a radiação espalhou-se pelo Universo e de certa forma ficou distribuída uniformemente.. e daí aquelas observações do WMAP...
Conclusão: o Desvanecimento não precisa de inflação (nem nós) nem de nada que ande mais depressa que a luz...

Outra coisa... é o aparecimento da energia negra para explicar a incrível "velocidade de expansão observada para o Universo"...
Também não é necessária no Desvanecimento...
Parece que quando observamos as galáxias mais afastadas de nós há um enorme "red shift" que na teoria do Big Bang só pode ser explicado por uma enorme velocidade de afastamento dessas galáxias...daí o aparecimento da energia negra para contrariar a gravidade e fazer as galáxias afastarem-se cada vez mais depressa.
No quadro do desvanecimento a explicação surge naturalmente porque essas galáxias já emitiram essa luz há milhões de anos e devido ao desvanecimento o comprimento de onda dessa luz medido actualmente é muito maior do que o correspondente para os mesmos fenómenos que ocorram no presente. Concluindo essas galáxias não estão a acelerar e provavelmente tem um movimento muito semelhante à Via Lactea ou Andrómeda...

Para mim o Desvanecimento já ganha muitos a Zero ao Big Bang... Só em simplicidade, elegância e subtileza.

Curioso.

Ps: Estive a pôr a matéria em dia e possivelmente o meu comentário já vem atrasado mas como aluno esforçado que sou quero demonstrar ao professor que estou a par da matéria...
Talvez ainda um pouco confuso..

Abraço
De alf a 10 de Novembro de 2008 às 04:09
Curioso

Devo dizer que é um «aluno» espantosamente brilhante. Espanta-me a facilidade com que vai dominando estes conceitos, tão contrários à nossa experiência empírica.

Chamo a sua atenção para um aspecto: o facto de o Desvanecimento permitir a existência de um tempo em R tão indefinido como a extensão do Universo, o que possibilitaria explicar a isotropia do CMB, não significa que essa seja a explicação para essa isotropia. Daqui a dois posts o Jorge dirá qq coisa sobre isso...

Obrigado pelas suas palavras amáveis e estimulantes. Um abraço.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres