4 comentários:
De antonio a 14 de Setembro de 2008 às 14:26
O tempo tem realmente muito tempo, tem espera e antecipação, desespero e esperança, futuro e passado. Foi assim que Deus o criou, para nosso uso exclusivo, subordinando-nos a ele quando nos falha a sabedoria.

Mas o que o tempo não tinha era desvanecimento, o homem será sempre uma besta insatisfeita.
De alf a 15 de Setembro de 2008 às 17:31
Exactamente António, a Bíblia não refere o Desvanecimento porque a Bíblia trata do conhecimento do Homem e não do conhecimento do Universo. Por isso não refere também o movimento da Terra ou a evolução das espécies.

Mas há outros escritos antigos que tratam do Universo; e nesses, espantosamente, podemos «lêr» o fenómeno do desvanecimento.

Mas é claro que esta leitura só se torna clara para quem já sabe do que se trata; talvez porque, como Newton disse, «Deus» deixou as coisas escritas não para que o Homem as entendesse mas para que, depois de elas acontecerem, ele pudesse perceber que outro conhecimento mais poderoso as tinha escrito.
De antonio a 15 de Setembro de 2008 às 22:25
Todos os tempos, da sua forma, tiveram um profeta.
De alf a 19 de Setembro de 2008 às 13:50
... mas não somos todos profetas?

Comentar post